Com medidas de isolamento sendo impostas há uma preocupação crescente das autoridades locais com os casos de violência doméstica. É sabido por todos que a tensão do momento e a convivência intensa faz com que, aumente os casos de violência doméstica ou agrave a situação da vitima, principalmente nos casos em que o agressor é o próprio filho, uma vez que no contexto dos fatos acaba desestimulando a mulher a denunciar o agressor. Por outro lado, quando o agressor é o cônjuge algumas mulheres não denunciam por medo ou vergonha, e neste caso, sabendo da fragilidade da mulher o agressor encontra ambiente propicio para o inicio de mais um ciclo de agressões que em muitos casos termina com a morte das vitimas. Por isso é tão importante que a vítima, familiares, amigos e vizinhos fiquem atentos e consigam identificar já que a violência domestica não é só a agressão física, mas também moral psicológica, patrimonial e sexual.